quarta-feira, 22 de julho de 2009

Flores Atiradas

São apenas flores atiradas que ninguém quis receber, jogadas da janela, livres para o destino e prontas para perecer. Os espinhos? Ah meu querido, ficaram nas mãos daquela moça e envenenaram seu corpo juvenil, ela não soube perceber o amor que lhe era entregue e ele se foi, e talvez pra nunca voltar . Essas flores atiradas que logo vão secar, carregam uma história triste de contar, tão bonita e tão meiga que não soube aproveitar todas as oportunidades que a vida ia lhe dar. Não espere que o relógio retroceda, o tempo perdido nunca volta, somos todos loucos a mercê do destino, e seremos carregados como as folhas secas daquelas flores . Não se iluda meu amor, o hoje não existe e o amanhã é uma ilusão, assim como essas flores atiradas que logo vão secar, o destino vai te carregar no colo e tudo aquilo que parecer um carinho vai ser na verdade um jeito meigo de te carregar para sozinho definhar .


'Essa noite fiz um movimento louco dentro do meu sonho
A minha primeira visão da terra tinha cortina de água .'

4 comentários:

Gabriela Castro disse...

Nossa flor, adorei! Quanto sentimentos entrelaçado nas palavras!
beijão

.: Juliana :. disse...

Que coisa mais linda!!! Adorei o texto.
Parabéns.

Beijokas e boa quinta.

.: Juliana :. disse...

Sim, Deus é maravilhoso sim. Incrível como podemos gerar uma outra vida.

Pode deixar que vou postar tudo.

Bjão linda!!!

Moni disse...

isso mesmo... com o tempo td se ajeita! e são flores atiradas! bjks