segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Insônia.

Só mais uma noite de insônia, talvez eu deva parar com o café, ou tomar um remédio, só queria voltar para o meu sonho e ver tudo em preto e branco, esperar o sol nascer aquela bola no horizonte, laranja e tão vibrante iluminando todo mundo em um novo amanhecer; Agora eu sou mais leve, nem lembro da falta de sono porque é tudo claro em minha mente, já vai chegar segunda-feira e eu vou pegar no batente até perecer, se ao menos eu pudesse tocar todas as coisas, tornar tudo melodia, algo fizesse sentido quem sabe uma bebida me tornasse mais leve, mais lenta e eu pudesse me entender .. A essa hora eu já não sei o que é real, quais são meus medos minhas peculiaridades, eu vou me derramando como se eu estivesse de fora, me observando de longe, lendo cada pedaço meu, porque eu já não sou uma só, eu já não sei me definir, mas é só mais uma noite de insônia, logo eu vou voar para minha bola laranja la no horizonte.
Boa semana ;*

7 comentários:

Gabriela Castro disse...

"eu vou me derramando como se eu estivesse de fora, me observando de longe, lendo cada pedaço meu, porque eu já não sou uma só, eu já não sei me definir"

Que lindooooo tudo isso!
Amei, amei, amei

Boa semana florzinhaa
beijo

Flavih Jones disse...

Que perfeito.
De uma simplicidade e profundidade sem tamanho.

AMei.
Beijo

Líviany Moura disse...

Obaaaaaaaa!!! Tava com saudades docê!!! Chegueiii!!! Tô de volta e jaja vou ler tudinho!!!

Ainda n sei o sexo, fiz a ultra ai no Brasil, mas n consegui pq a placenta cobriu... Assim q souber eu te conto!

E vc, como ta? Novas?

Bjuuuuuuu

Marjory de Oliveira disse...

Profuuuuuundoo ahhha!
te amo já disse né?
s2

Erica Ferro disse...

Ah, adooorei seu texto.
Devaneios lindos de uma noite sem sono.
Lindo, mesmo.

Ah, que lindo também te ver no meu blog.
Fico feliz que tenha gostado.
Sinta-se à vontade para voltar sempre.
Beijo.

Priscila Rôde disse...

"A essa hora eu já não sei o que é real, quais são meus medos minhas peculiaridades, eu vou me derramando como se eu estivesse de fora, me observando de longe, lendo cada pedaço meu..."

Que perfeito, lindo! Amei a sensibilidade!

Solange Maia disse...

Sorte a nossa que teve insônia... (brincadeirinha), pq deixou aqui palavras lindas de se ler, lindas de sentir...

Arrasou.

Beijo no coração