quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Hoje o dia esta mais normal do que costuma ser, o céu esta nublado (eu já to de saco cheio de chuva), estou sozinha em minha sala lendo novamente o livro 'Onze Minutos' pra me transportar pra longe, meus olhos estão pesados devido a leitura na tela do computador, e o perfume que se fazia tão presente aqui nessas ultimas semanas decidiu não aparecer. Estou resfriada e tenho outras preocupações um pouco mais graves, mas meu corpo diz que é só preocupação. Uma mistura de raiva e tristeza (o que vai contra meu ultimo post, ignorem ok?) Estou esperando algo que provavelmente não vai acontecer, e estou sentindo uma saudade absolutamente boba (afinal o que é um dia?) de uma pessoa que eu simplesmente não deveria sentir saudades. Meu expediente termina as 18hrs e eu sei que vou fazer o caminho pra casa um pouco mais triste, mas logo vou me enfiar em baixo da água quente do chuveiro até ter a pele vermelha, vou esquecer um pouco a saudade e me sentir 'normal', vou comer (não senti fome hoje), vou sair, vou encontrar o amor, vou voltar pra casa e dormir (por que meu pc esta quebrado) , quando me deitar novamente vou sentir sua falta e quando acordar vou estar com uma esperança boba e vou repetir todo o ritual desta manhã ;
Tomar banho quente, lavar os cabelos, procurar uma roupa, pegar emprestada com a mãe, passar hidratante, sair atrasada e sorrir ao te encontrar. A diferença é que hoje eu ainda não sorri.
Incrivel como certos detalhes fazem ou não diferença no nosso dia, incrivel como o estado de espirito de algumas pessoas afeta direta e indiretamente no nosso, é obvio, eu prefiro ve-lo feliz, mas tem dias que não me importa se você esta feliz ou não, com tanto que eu o veja e segure sua mão.

Chega .

Um comentário:

Priscila Rôde disse...

"...não me importa se você esta feliz ou não, com tanto que eu o veja e segure sua mão. "

Adorei!

Já é noite, o amanhã jaja chega! ;)