sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Sobre amores, paixões e algumas dores ..

Um olhar pode mudar sua vida! Você já parou pra pensar que não temos 'tempo' pra dar valor as coisinhas simples do dia a dia ? Um gesto, uma palavra, um sorriso ..Nada acontece por acaso, se a vida quis você naquele lugar, naquele momento, é porque existia ali alguma coisa especial, algo a ser notado . Em um belo dia de chuva (provavelmente), eu resolvi dar uma atenção especial ao som produzido por um violão, e aquele dia mudou o meu ano completamente, então eu resolvi que queria dar mais atenção a quem tocava aquele violão e decidi que aquilo faria parte da minha vida de alguma maneira , e fez . Não existe nada concreto para que eu possa decretar um fracasso, mas eu vou dormir todos os dias lembrando que eu fiz o impossível pra mostrar o que eu senti . Eu ouvi que iria perceber quando fosse o momento de partir, e eu acho que esse momento chegou. Enfim, eu soube enxergar e dar valor a cada momento, eu gravei na minha memória cada palavra, cada olhar, eu abracei você todas as vezes que eu tive vontade de abraçar, eu beijei você todas as vezes que eu senti necessidade (nem todas), eu aspirei seu perfume pra poder lembrar pra sempre e tive você de maneira desesperada e calma . São as minhas lembranças, os meus momentos . Ninguém pode me roubar . Eu vou valorizar cada encontro que a vida me proporcionar e colocar em prática cada lição que eu aprendi, a minha felcidade e a minha dor, dependem exclusivamente de mim. Vai ver simplesmente não era pra ser, mas você não vai ter duvidas sobre o que eu senti por você .
'Cuide de quem corre do seu lado e quem te faz bem'

4 comentários:

Priscila Rôde disse...

"..a minha felcidade e a minha dor, dependem exclusivamente de mim."

COMPLETAMENTE, Flor!
Fique bem!

Um beijo.

Gabriela Castro disse...

As lembranças que nós guardamos são muito nossas e ninguém tira!
Te adoro, amorrr :D
beijos

[ rod ] ® disse...

Amar está tão complicado que cuidar de quem nos ama é uma premissa básica. Bjs moça.

pedro disse...

um dia acreditei que tocar violão facilitaria deveras as minhas paqueras (a rima foi involuntária): consegui apenas chamar a atenção do síndico e levar uma multa por violar a lei do silêncio.