quarta-feira, 5 de maio de 2010

Entre razõoes e emoçõoes ..

Gente, o título do post é tipo brincadeirinha, tá?

Eu tenho os pés no chão, sempre. O problema é que meu coração e minha cabeça, estão sempre nas nuvens . Não importa o quanto eu tente agir de maneira racional, a emoção sempre vai gritar e eu vou me deixar levar. Eu não queria ,mas eu sou uma 'romantica incurável'  , daquelas que gostam de ganhar uma flor, mesmo que seja roubada . Sou extrema e intensa em relação a tudo, as vezes acabo até agindo por impulso, mas de certa forma isso nunca me incomodou. Eu gosto de ser assim, gosto de sentir as coisas exatamente como eu sinto. Gosto de me arrepiar ao ouvir uma música boa. Gostou de ficar ansiosa quando ele demora a ligar . Gosto de sentir meu coração disparar cada vez que eu o encontro, mesmo que já faça algum tempo. Gosto da paz transbordante cada vez que olho o mar. Gosto da raiva aguda e passageira que as vezes me toma. Gosto de chorar em filmes, mesmo que não tenha drama ou nada do tipo. Gosto de toda a emoção que há em mim. Televisa perde um talento rs =D

Ok! Mas em relação ao trabalho ? Se me der bronca, eu choro também, e é ai que ser uma pessoa emocional me atrapalha . To pensando seriamente em fazer terapia para melhorar um pouco esse meu lado, porque não é legal chorar por tudo né? Já disse que eu me ofendo fácil . Esqueço fácil também, mas sempre fica estampado na minha cara tudo o que eu estou pensando e sentindo no momento fatídico.

E você, é mais razão ou emoção ?

6 comentários:

Michele disse...

Florzinha, sou totalmente emoção! Emoção à flor da pele! haha

E como você: me emociono com coisas simples, gosto de sentir com intensidade, PORÉM, se cutucar mais forte, eu choro! Melhorei muito - e nem precisei de terapia pra isso! Lembro que no meu primeiro emprego, um ninho de cobras e eu tão novinha, isso foi um problemão! Mas com o tempo a gente endurece, sem perder a ternura, claro! :P

Sabe a história do seu gato? Vivi o mesmo com um casal de periquitos! Minha mãe deu eles embora numa dessa férias em que eu passava na minha avó, e disse que eles haviam morrido! Chorei, mas né? Toquei a vida! Aos 25 anos ela me contou a verdade!!! Choquei! Meu marido morreu de rir com meu espanto! Mães são cruéis! ahahahaha


Beijos e boa noite!

(Posso te linkar no meu blog?)

Naty Araújo disse...

Lembrei da música do Nx Zero hahahaha.
Eu sou os dois, sabe?
Acho que a razão não funciona sozinha e vice-versa...
Um depende do outro pra completar-se.

Beijos, linda...

Erica Ferro disse...

Que tu nunca ganhes uma flor roubada de um cemitério, hahaha.
Brincadeira! Não resisti a piada.

Antes eu era mais emocional, agora consigo ter um equilíbrio maior.

Beijo.

Michele disse...

Flor, penso que mães só mudam de endereço! hahaha

Tá linkada, querida! ;)

Beijos e bom fim de semana!

Gabriela Castro disse...

Intensas e extremas, essas somos nós, por sorte ou azar, não sei. Acho que ainda é melhor do que não sentir.

Sobre a terapia, eu acho ótimo. Todo mundo deveria fazer, independente de haver um problema evidente, ou não. É importante para o auto-conhecimento. Eu voto no SIM! rsrs

Ahh, e nem preciso dizer que sou completamente coração! hehe
Te adorooo!
beijos

Lydia Llewelyn disse...

HUmm é verdde eu tbm sou um pouco assim, minha vo me dizia que eu era chorona desde criança kk.

Nao me acho romantica, mais gosto de viver todas as emoções assim tbm, nao economizo, é tão bom viver! rsrsrs