quinta-feira, 24 de junho de 2010

todo mundo que acompanha o blog sabe que la no fundo eu prefiro as emoções fortes, o coração a mil, os amores complicados. todo mundo que já leu algumas histórias aqui e já conversou um pouco comigo, sabe que tem muita coisa (a maioria) que é real, que eu vivi. todo mundo sabe que eu gosto de ser exatamente assim, até quem não é amiga super íntima, sabe só de passar aqui, que apenas extremos funcionam comigo.
ngm (ou quase ngm) que convive "de verdade" comigo, sabe que eu tenho esse blog, tirando a marida e o oso, afinal, se não fosse pelo blog talvez não estivássemos juntos . eu quero poder  falar livremente sem julgamento, tipo -privacidade- se é que da pra chamar assim. o fato é que eu nunca quis fazer um "querido diário", mas tem dias que ele me serve pra desabafar tb . eu estou feliz e triste, como eu sempre digo, tento ser alguém positiva 24horas por dia, mas se forte tb cansa. feliz pelo rumo que tudo vem tomando, triste pq determinada situação não era exatamente o que o oso queria e pq ele não está perto pra eu sair da faculdade e correr lá pra abraça-lo, sabe? mas a vida tem caminhos esquisitos, sei que vai levar a algo bom. dai que hoje eu estava procurando uma coisa X e encontre Y, uma coisa que faz um tempinho e que me deixou bem chateada. (já disse que eu me ofendo facinho) . um comentário sobre determinado assunto, que não é direto pra ngm, apenas comentava a situação, mas né, como eu disse eu fico magoada por qualquer merda. apesar, que o meu amigo de SP que me ligou hoje pq sabe que eu tava chateada, disse que qualquer coisa que seja capaz de me deixar chateada, é pq é "importante" . talvez até seja, mas eu costumo dar atenção ( muito mais do que o necessário) pra qualquer merda . enfim, ai que eu li a coisa Y e não podia fazer nada. nem ligar pra perguntar, nem tentar entender aquilo, nem nada, tenho que ficar esperando sentada pra poder descobrir o motivo do tal comentário. e eu sou ansiosa pra caralho, isso inclui perder a fome e afins. e é algo relativamente bobo. dai que eu lembrei de algumas conversas e promessas, assim, não promessas do tipo " prometo que vou te amar pra sempre" , eu não acredito mais nessas coisas rs, mas como é que eu posso explicar .. promessas de um "futuro bom" (diretamente daquela musica lá). no começo de tudo, tipo, no começo oficial de tudo, eu passei a ter medo de gostar, de me jogar e blablabla, mas como eu sou ligada no foda-se, eu fui a lidando melhor com meus medos pra levar tudo na boa, e vem sendo assim sempre, e eu falo que eu fiz a coisa certa ao mudar o rumo das coisas, pq eu sou mais feliz, mais viva, tem mais emoção (já disse que eu curto uma parada forte, la em cima. rs) mas como qualquer pessoa normal, eu não quero sofrer. não que eu tenha motivos pra achar que eu vou, é só que a gente vai fazendo tantos planos bons (tipo o gatinho buzina) e se determinada coisa der certo, até uns lugares legais pra ficar, não quero ver isso desmoronar , tipo nunca. eu me arrisquei demais e sei o que eu quero pra minha vida, e hj o que eu quero são todas essas situações que criamos. nem todo mundo é igual a mim. nem todo mundo transparece as emoções na face, nem vem com sonhos desenhados e instruções. eu não sei se não enxergo, mas eu acho que é mais ou menos isso. nem sempre eu consigo decifrar os pensamentos, ai quando a gente fala daqueles planos, eu fico meio sem saber. é uma mistura de 'nossa to feliz' com ' sério, ta falando a verdade msmo?'  eu acho que falei isso ontem, ai ele disse me chamando pelo nome (eu gosto quando ele faz isso pra deixar a coisa mais séria) umas coisas românticas . ai depois eu penso que talvez por conhece-lo melhor doq eu julgo conhecer, é que me vem essas inseguranças idiotas. oq me faz lembrar de outras conversas de quando a gente era só amigo e ñ podia fazer nada. q ele falava que só amou uma menina ai, e que foi a única,e que no começo ñ amava, e blablabla. da pra entender um pouco o que eu quero dizer? mas ai eu lembro do enigma bendito que me revelou um "segredo" que me fez tomar aquela atitude de ir lá e pedir a 'mão' dele. e minhas roupas estão com aquele perfume pq eu guardei a camiseta na minha gaveta, ai fico sentindo aquele cheirinho bom, a saudade vai apertando, eu fico lembrando dessas mil coisas e ainda tem a coisa Y que eu achei quando procurava a X .  posso tirar algumas conclusões : internet é uma coisa perigosa. preciso de terapia urgente. eu avisei que eu não era fácil . avisei que levava de brinde uma cesta de complicações. avisei.e to aqui, escrevendo pra não pirar, um monte de coisa sem nexo e ouvindo fresno, pasmem, fresno.

._.


2 comentários:

Grafite disse...

Adorei seu post!
tao sincero...
beiijo,
*.*

Paula disse...

Oi Flor!
E tem coisa melhor que a intensidade?
Me conta uma coisa: fresno, xuxu?! rs.... só vc ...
Beijos!