terça-feira, 13 de julho de 2010

rotina



como um ritual sagrado, ela repete os movimentos, pensamentos e olhares . toma um banho quente pela manhã e vai ao trabalho, refazendo mentalmente o caminho como se ele estivesse ali. o céu nublado, o asfalto molhado devido a chuva fina que cai, parece que tudo a obriga a lembrar do passado e torna aquele sorriso tão presente. até a fumaça do café quente a transporta pra o abraço mais envolvente e de repente ela está aconchegada em uma lembrança. não almoça, não sente fome. faz algumas ligações, envia e-mails, e em cada gesto encontra um pouco dele. mais ligações, poucos recados. queria tanto um vinho. riscou o calendário. a hora nunca se arrastou tão lentamente, parece que agora tudo anda devagar . reza para o dia acabar logo, volta pra casa pensando nele. outro banho, notícias, ainda sem fome, dorme. adivinha que sonho ela teve? 


2 comentários:

Priscila Rôde disse...

Aé nos sonhos! Oh Céus! rs

Beijo, Flor.

Mikaelly Andrade... disse...

Hummm, eu acho q você tá amando!
Que bom isso né? Os sonhos nunca ficaram tão com cara de sonho com se é com a pessoa amada...
bjos.