segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

paciência, garota!

eu queria ser aquela menina desencanada e paciente. queria me alegrar com o que venho conquistando e parar de querer o amanhã com tanto desespero. eu esperei meses pra poder ser transferida, surgiu a vaga, fiz testes, entrevistas, conheci diretores, to aqui. pego metrô todo dia, ônibus lotado, pessoas péssimas e dou risada, porque não me estressa, juro. acho graça. se eu falar que a demora do ônibus não me irrita, é mentira. mas também relevo. chamo os amigos no nextel, masco um chiclete, ouço uma música e a hora passa. mas se eu disser que tô 100% é mentira, e é ridículo reclamar porque tá tudo se ajeitando como tem que ser, o foda é que eu queria pra ontem. queria achar o apartamento dos sonhos, queria ter uma mega grana pra dar entrada em um e não ter que alugar, queria sair hoje do trabalho e ir - novamente - procurar uma casa e, finalmente, encontrar. aí você pensa - flor, você se mudou há um mês, c.a.l.m.a - pois é, to repetindo isso pra mim sempre: calma, garota.

preciso aprender a esperar e comemorar o que já é meu. preciso para de querer resoluções rápidas pra compensar a falta que eu sinto de casa, da minha mãe, da minha cama. preciso aprender que, não é por que eu me mudei que tudo está resolvido, que ainda há todo um processo pra adaptação, que  leva um tempo e exige ainda mais paciência. eu só não quero que isso seja em vão, que no fim eu consiga aquele cargo melhor, ele finalmente mude de emprego e que a gente fique junto, na tal casa nova. porque se eu disser que foi só pelo emprego, pelas oportunidades, por mim, bem, é mentira também. há uma grande e linda parcela de "nós" nisso.

então, como eu faço pra me tornar um ser paciente, desapegado e melhor? como faz pra amenizar essa falta da minha mãe -buáh- essa vontade constante dele e essa pressa de resoluções?


14 comentários:

Marjory disse...

Que texto lindo *-*
Ai e que fata que vc faz aqui.
Acho que eu também tô aprendendo muito com a distancia, tô tendo que engolir palavras que falaria para vc ou somente externizá-las pelos gélitos teclados, do celular e do computador =/
Tenho que guardar mais coisas pra mim pq meus problemas ficam ínfimos perto das coisas que vc tem pra contar..Enfim aprendemos nós a nos acalmar e deixar a correnteza fluir
TE AMO

paula disse...

então é isso né, flor?
calma, garota!
mas... como ter calma se nossos desejos são tão urgentes, se a espera se faz tão tediosa, se a conquista se faz cada vez mais necessária??
continua-se fazendo o que se faz dia após dia, esperando o ônibus que demora, o metrô lotado, o trabalho pesado.
porque quando vc for ver, já vai ter chegado o apartamento sonhado, a promoção merecida e o lar mais do que desejado nessa bagunçada metrópole que vc resolveu encarar para escancarar seu coração e testar sua fé!

beijo e boa sorte.
=)

Panosso, Luciana disse...

Tudo vem devagar amiga.
Por mais que eu tenha passado, que você ja sabe, às vezes ainda me pego sendo egoísta.. e aí vem o medão de voltar a ser o que eu era.
Vá num passo atras do outro, esorregando de vez em quando, mas você chega lá.
Beijão!

July ;) disse...

Ouuuhh minha amiga! Como eu queria poder conseguir ser bem mais presente.. mesmo aqui um pouco longe! Mas olhaa.. presta atenção! Olha o passo gigantesco que vc ja deu..!? Só falta mesmo um pouquinho só de paciência srsrrs essa tal da PACIÊNCIA neeh..!? Fica tranquila, por mais que nada conspire para tal.. mas tente olha pra tudo o que ja fez.. pro que ja conseguiu.. pra tudo que ja viveu.. e tenta enxergar o lado bom de tudo! Essa reviravolta toda, vai te servir pra amadurecimento meu anjo! Logo logo, vou te ver comemorando o novo Ap. (o tão sonhado e desejado) vai dar tudo certo meu anjo! Tudo mesmo! Torcendo por vc sempre! Saudades de falar com vc todos os dias no gmail ;) Beijo bem grande! Deus te abençoe e tome conta de ti! s2

Gabriela Castro disse...

Amor, como já te disse, acho que essa urgência de que as coisas se ajeitem é normal. Você estava acostumada a uma vida, a algumas pessoas, a certas rotinas e TUDO mudou de repente. Você optou por assumir os riscos, mas tem que dar tempo ao tempo para que as coisas aconteçam como tem que acontecer. Estarei sempre aqui torcendo por você.
Beijãooo

.Intense. disse...

faz o que já tá fazendo: enfrenta, com vontade, coragem, alegria, chamando os amigos no nextel, mascando chiclete, bla bla bla. não foi o que vc fez até surgir a promoção, as entrevistas e, finalmente, a mudança? toca o barco. uma hora tudo isso acontece. vc não pode é parar.


Aponta pra fé. E rema.

Au disse...

Admiro demais as pessoas que conseguem estarem satisfeitas o tempo inteiro e ainda dizem: Tudo ao seu tempo... Deve ser melhor pensar assim, incomoda menos e nos deixa menos ansiosos.
E se for pensar, suas vontades são completamente compreensíveis, a vontade de ter um apartamento legal, a vontade da promoção no emprego e a vontade de estar com sua mãe.


Beijo!

Jacqueline Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jacqueline Soares disse...

~'. O tempo não passa mais rápido porque queremos e nem mais devagar porque é nossa vontade.
Não agarramos ele com as mãos como uma menino pequeno dizendo o que deve fazer e onde ir.
Mas acho que é impossível, alguém em algum momento da sua vida não querer que fosse assim
Querer apressar as coisas, deixar tudo no seu lugar.
Teve uma época que andava assim, apressada. (Ixi, chega comecei a digitar mais rápido, tsc louca! =])
Querendo concretizar tudo ao mesmo tempo, e vi que isso só me trazia ansiedade, me deixava revoltada e triste por tudo não ser como eu queria.
Mas nem tudo é como queremos!
Deixa passar dia após dia.
Eu mesmo, na segunda já quero que a sexta chegue, e olhe amanhã já é sexta =D
Tenta curtir cada momento, como tem curtido. Eu tbm trabalho longe pacas, quero tanto meu cantinho, meu carro, minha vida a sós com meu amor. Mas se eu ficar ansiosa demais, estraga o presente, o que é mais importante.
Vê sua mãe todo dia pelo Skype, não é como um abraço, mas já é alguma coisa!

Beeijos, fica bem... e calma rs

Circus disse...

Se eu conhecesse essa receitinha juro que te passava, mas também tô atrás da danada. Acho que não é coisa que se remedia, é questão de costume, infelizmente. Você se acostuma que as coisas demoram mesmo pra acontecerem, que o tempo se arrasta independente da nossa vontade e que, como nossos pais diziam, a vida não é justa. Fazer o que? Senta, respira fundo, conte até 10 e tente se convencer de que o futuro vai acontecer uma hora ou outra. Ele sempre acontece :)

'Lara Mello disse...

Obrigada pela visita!! Adorei seu canto também!! Bju

Ana Paula de Oliveira Mazoni disse...

Ai querida... eu realmente queria ser, como você, um Buda ... mas é tão difícil!!!!!!!

.Dina. disse...

Flor, primeiro desculpa o sumiço. Estou mudando. Estou de mudança. Primeira vez que vou sair de casa! Muita coisa acontecendo. E quando li teu texto: puft! Me identifiquei em algumas partes!
"querer o amanhã com tanto desespero.." Essa parte é minha cara! A gente tem que viver o presente sem querer precipitar o futuro! É difícil, mas conseguiremos!
Bom dia pra ti!
Beijos!

Tácila R. disse...

Flor, meu pai sempre me diz:
"Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e o mais ele fará." Salmos 37:5.
É melhor que temos a fazer, pedir pro nosso Pai do céu amenizar toda essa agonia da alma que estamos sentindo... sim, ESTAMOS.
Bom, eu aqui de Brasília, torço mt por vc Flor !
beijos e beijos, força garota !