quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

.domingos.

gosto das manhãs em que o sol imaginário invade o quarto em que dormimos e nos aquece por dentro. tomada pela vontade preguiçosa de me arrastar entre os lençóis e roubar um beijo, por instinto e tato, pra então vagarosamente sorrir com os olhos e externizar a alegria gritante que é ter teus braços e pernas entrelaçados em mim. algumas vezes a imagem é como um filme antigo e eu posso observa-la de fora. a pequena fresta de luz que atravessa o quarto pela janela que deixamos entreaberta, revela pequenos grãos de pó que dançam invisíveis no ar. passo vagarosamente a mão pelo teu rosto e sinto a tua barba por fazer, eu adoro e você insiste em deixa-la sempre perfeita sem entender que eu me delicio em suas imperfeições. logo que ganha um ar malicioso, deita sob meu corpo e transmuta desejo e amor em mãos e lábios, ora apressados, ora terrivelmente lentos. arranca uma gargalhada sincera e faz daquele quarto o nosso mundo que ganha uma explosão de cores tão grande, que eu só consigo explica-la olhando você. e mesmo que haja guerra no mundo, que o egito esteja sem internet com um homem no poder há 30 anos e a miséria tome conta de muitos, eu estou em paz. egoísmo, eu sei. mas não divido a leveza que você proporciona nessas manhãs de domingo por causa alguma. 

9 comentários:

paula disse...

hum... queria comentar muitos e escrever um monte de coisas, mas esse texto é tão lindo que me deixou sem palavras!

=)

Mikaelly Andrade. disse...

Flor!
Que lindo. Há como eu queria estar em paz assim como vc, pelo menos eu ainda tenho o meu amor, apesar das coias não estar muito bem sei que não estou só.
Ador ler seus textos, eles transmitem tudo que eu queria dizer
Bjos

Mikaelly...

Circus disse...

Oooooow, que coisa mais linda =)

Jacqueline Soares disse...

~'. Muuuito lindo.
Me envolvi tanto com ele, porque vc me descreve ai.
Tudo muito igual.
Como eu gosto de poder acordar ao lado dele, e poder dar o primeiro bom dia, o primeiro abraço, o primeiro beijo, o primeiro euteamo!

Ameei, ameii o texto.

Beeijos

Erica Ferro disse...

Esse texto foi muito bonito e muito sincero. Gostei mesmo.

Adoro coisas intensas e quase poéticas.

Adoro, adoro e adoro.

Desejo ainda mais felicidades, Flor!

Beijo.

Michele disse...

Florzinha, o amor é um tantinho egoísta mesmo... Quando essa luz toda, essas cores, esse calor nos invade, o mundo pode parar que a gente só consegue enxergar o que nos move aqui dentro!

Um beijo grande, querida!

Lívia. disse...

Que egoísmo bom esse seu, flor! Te desejo um tanto desses domingos egoístas, com direito à luz do sol na fresta da janela ! ;)

Juci Barros disse...

O mundo é todo de quem ama no momento de amar.

Beijos.

Melanie Brown disse...

Ain que delicia...
Aproveita moça,
Voce merece!!!!!!!!!!!!


;D