terça-feira, 3 de maio de 2011

sacode a poeira.

eu ensaiei tantas vezes abrir o blog e voltar a escrever, mas há um desanimo enorme instalado nessa pessoa que vos escreve, ai eu fecho tudo e volto ao "nada".  eu não estou infeliz, sabe? mas também não posso dizer que estou gritando de alegria. como eu disse, por mais que as coisas estejam normais eu ando desanimada de tudo. e teve muita gente preocupada comigo, suas lindas, obrigada.

ontem eu mandei email pra uma amiga e disse pela primeira vez em muitos dias que eu estava bem, mas como nada é perfeito, em menos de uma hora as coisas voltaram a ser exatamente iguais. ai eu fico pensando que nem vale acreditar que tudo vai ficar legal, nem me derreter com palavras e mimimi, porque no fim, as pessoas nunca mudam e as atitudes legais vão ser bombardeadas pelas mesmas que me fazem mal. e vamos mantendo um ciclo de lágrimas que algumas pessoas julgam desnecessarias e sorrisos que estão ficando, pasmem, raros. logo eu.

adianta explicar certas coisas? sei lá. meio que cansei, fico com preguiça de repetir a mesma conversas e não dar em nada nunca e blablabla.

então, eu volto logo. (:

4 comentários:

Panosso, Luciana disse...

Amiga, por mais dificil que seja, não deixe de sorrir, pois ameniza um pouco da dor que se sente.
Não precisa rir de tudo, mas sempre existe alguma coisa que vai arrancar um sorriso seu, por mais simples que seja, experiência propria daquela época que eu vivi.

Força pra ti linda. =*

Lydia Llewelyn disse...

Vc precisa dar um tapa no visu! do blog... rs
Ajuda a ter vontade de postar.

del disse...

É fase! Pensa assim: tudo é fase nessa montanha-russa louca e desgovernada. E eu penso que: se as pessoas visitam você aqui no míiinimo querem saber como você tá, logo, faz diferença você desafabar em texto pra receber comentários em troca. Comentários com ajuda, palavras confortantes.

Eu, pelo menos, visito seu blog porque gostei do seu jeito e, cada vez mais, gosto de saber como você tá :) mas faz assim: fica em banho-maria e espera essa fase se desintegrar! :*

Melanie Brown disse...

Andei passando por isso.
(e é sempre assim)