sábado, 1 de setembro de 2012

que bom que eu conheci você. que bom que eu te amei, amei e amo demais. bom, muito bom. que lindo você ter passado em minha vida, ter criado a maior confusão, um arco íris em mim. que sorte a minha aquele beijo escondido. que linda a nossa inocência em acreditar que seria, que daria, que duraria. que quentes aquelas tardes em frente a praia. sal, suor, beijo.
se você tiver de partir, pode ir. vai de vez, pra doer direto. não gosto de poucas doses de adeus.

eu sinto sua falta, eu sinto falta de nós. sinto falta de ser leve.

Um comentário: